Governo de São Paulo Logo

Central de atendimento (13) 3797-8777

Fale conosco - SAU (13) 3797- 8777

SUS Logo

Muita ATENÇÃO para esta situação, pois se trata de um GOLPE!

.

Tire suas dúvidas sobre atendimento e internação

Entenda a importância da medicação e tempo de internação.

Clique aqui

Conheça nosso projeto terapêutico

Tratamento individualizado e humanizado.

Assista ao vídeo com orientações aos familiares

Conheça as normas para visitas

Atividades assistenciais

Médico
O corpo clínico do PAI Baixada Santista é fechado, porém, está disposto à incorporação de novos médicos. Esses profissionais são convidados a participar da elaboração dos protocolos de atendimento e qualidade do PAI Baixada Santista e reúnem-se semanalmente com a equipe transdiciplinar da unidade para a discussão de casos dos pacientes internados.

 

O PAI Baixada Santista conta com equipe médica altamente qualificada e atualizada. Seus médicos participam ativa e frequentemente de congressos e pesquisas envolvendo a Psiquiatria, incentivando assim a inovação técnica e de procedimentos e contribuindo para a excelência em serviços hospitalares.

 

Todos os médicos estão incluídos nos processos da instituição, com o objetivo de proporcionar uma assistência moderna e humanizada.

 

Enfermagem
O trabalho da equipe de Enfermagem consiste em promover práticas de cuidado hospitalar voltado, principalmente, para o momento específico de crise até a remissão dos sintomas dos pacientes assistidos, com foco no gerenciamento dos riscos envolvidos, bem como em oferecer uma assistência humanizada. A equipe também se empenha em adequar o tratamento a uma prática interdisciplinar aberta às contingências de todos os sujeitos envolvidos no tratamento: paciente, familiares e comunidade.

 
Psicologia

Os psicólogos do PAI dispõem de técnicas inovadoras e práticas humanizadas para a inclusão social e a participação familiar no tratamento dos pacientes. Promovem a interação por meio de grupos psicoeducativos, buscando fazer um paralelo entre a compreensão dos processos mentais (sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano, formulando análises das relações que os pacientes possuem com o mundo, como a percepção, a motivação, a emoção e o aprendizado.

 

No PAI Baixada Santista os atendimentos são individualizados para possibilitar a formulação de Psicodiagnósticos que auxiliem na complementaridade do tratamento psiquiátrico, reforçado pelo suporte medicamentoso e nutricional. É feita também a orientação no momento da alta para os familiares, onde se oferece por meio da escuta ativa acalento e alternativas quanto ao convívio com pessoas portadoras de transtornos mentais.

 

Terapia Ocupacional

Os pacientes psiquiátricos apresentam as chamadas patologias aparentes, tais como o isolamento, a ausência de expressão verbal, a falta de vontade, a ociosidade e a agressividade, dentre outras. Fecham-se em seu próprio mundo, o que afeta a vida social e familiar. A Terapia Ocupacional no PAI Baixada Santista tem por objetivo identificar e propor intervenções por meio de atividades que ofereçam descontração e proporcionem estímulo à expressão dos sentimentos, à experimentação da realidade, ao interesse social, à integração, à troca com o outro e ao apoio emocional, diminuindo os sentimentos de desorganização e confusão.

 

Esta equipe é responsável por realizar atividades lúdicas, expressivas, reflexivas, culturais, artesanais, socializantes e construtivas para aumentar o interesse e o nível de participação do paciente, além de autoestima e autocuidado, valorizando suas capacidades e potencialidades, criando espaço para a escuta dos seus desejos e compartilhamento de vínculos e experiências.

 

Serviço Social
O Serviço Social é o principal mediador entre o PAI Baixada Santista, os pacientes, seus familiares e instituições de saúde mental dos municípios da região. Analisa, investiga e propõe práticas de intervenção individual e orienta todos os interessados na busca por recursos adequados à necessidade de cada paciente.

 

O Serviço Social media e desenvolve ações de atendimento às questões sociais dos pacientes, aplicando técnicas de atendimento humanizado aliadas ao projeto terapêutico integrado ao paciente. No PAI Baixada Santista, há ainda o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que é responsável pela pesquisa de satisfação realizada com os pacientes e acompanhantes, com o intuito de detectar possibilidades de melhorias na prestação ode serviços em Saúde mental.

 

Educação Física
O profissional de Educação Física ajuda na reabilitação física do paciente, estimulando a prática de esportes, entre outras atividades sociais, proporcionando a reinserção em grupos sociais e desenvolvimento da consciência corporal, o que auxilia na terapêutica aplicada durante a internação no PAI Baixada Santista. A atividade física ajuda a restabelecer e/ou melhorar a autoestima, a imagem corporal, o autoconceito e desperta as funções cognitivas e de socialização dos indivíduos, o que acarreta em uma diminuição do estresse e da ansiedade vividos pelos pacientes durante o período de internação.

 

Nutrição
Este serviço atua na assistência individualizada por meio de técnicas como a anamnese alimentar (entrevista), com finalidade de conhecer as intolerâncias, alergias alimentares, preferências, distúrbios gastrointestinais e condições de mastigação e deglutição de cada paciente. No momento e durante a internação, semanalmente, a equipe faz avaliações para oferecer um suporte nutricional adequado aos internados e a partir do diagnóstico de cada paciente é desenvolvida uma análise dos possíveis riscos nutricionais, além do acompanhamento diário da aceitação das refeições. O PAI Baixada Santista promove também oficinas culinárias com os pacientes e o grupo psicoeducativo realiza atividades semanais com o apoio de uma equipe multidisciplinar.

 

Farmácia
A equipe da Farmácia atua em parceria com a Enfermagem e o corpo clínico da unidade para proporcionar uma orientação farmacêutica de excelência, o que influi diretamente na qualidade da alta hospitalar, além de promover a manutenção da qualidade de vida dos pacientes que saem do PAI Baixada Santista fazendo uso de medicamentos, muitas vezes, de alto custo.

 

Este trabalho pode contribuir em favor de resultados terapêuticos, buscando a qualidade de vida em um contexto onde a grande maioria dos pacientes faz uso de medicamentos, cronicamente, para o tratamento de diferentes patologias, tais como esquizofrenia, depressão e alcoolismo, dentre outros. A alta hospitalar é o momento de interação direta do farmacêutico com o paciente e seus familiares para esclarecer de dúvidas e repassar orientações para o uso racional dos medicamentos, incentivando a aderência ao tratamento e evitando o uso inadequado das medicações, diminuindo assim a possibilidade de abandono do tratamento, o que pode gerar danos à saúde dos pacientes.