Lucy Montoro

Central de atendimento (13) 3856-9999

Fale conosco - SAU (13) 3856-9991

SUS Logo

Muita ATENÇÃO para esta situação, pois trata-se de um GOLPE!

.

Rede de medicina de reabilitação

Conheça o trabalho e a história deste serviço

Cartilha de Orientações aos pacientes

Acesse as informações e saiba mais sobre o atendimento em reabilitação

Especialidades médicas e não médicas

Fisiatria

Realiza o diagnóstico etiológico, anatômico e funcional do paciente. O médico fisiatra define o tratamento clínico e o programa de reabilitação por meio de terapêuticas específicas, segundo as características e as peculiaridades de cada paciente, sendo responsável pelas consultas e tratamentos aos pacientes sob sua responsabilidade.

Serviço Social

A função do assistente social é auxiliar, tanto o paciente como sua família, na solução de problemas de ordem social decorrentes e/ou agravados pela presença da deficiência incapacitante. Por meio de entrevistas e atendimentos socioeducativos, busca-se auxiliá-lo nas estratégias de mudanças familiares e sociais e a reassumir novos papéis. Auxilia também no replanejamento face às alterações econômico-financeiras pela impossibilidade temporária ou definitiva de exercer atividade profissional e quanto às dificuldades para deslocar-se da residência para para o local de tratamento e demais finalidades.

Psicologia

Durante o programa de reabilitação o paciente passa por avaliação psicológica e neuropsicológica, de forma que o indivíduo seja compreendido em sua totalidade, por meio de atendimentos individuais e em grupo, bem como orientação familiar, orientação profissional e encaminhamento para recursos da comunidade, estabelecendo novas estratégias de enfrentamento e promovendo autonomia e inclusão social.

Fisioterapia

No contexto multidisciplinar, colabora para promover o máximo potencial funcional das pessoas com deficiência, tendo como meta principal do tratamento a promoção da capacidade funcional, independência, autonomia e qualidade de vida. Inicia-se com a avaliação, com o objetivo de mensurar as disfunções motoras e todos os aspectos do controle motor.

Terapia Ocupacional

Tem como principal meta adaptar o cotidiano do paciente, viabilizando a realização das atividades diárias de modo seguro e adequado pelo paciente e/ou cuidador e com menor gasto energético. Incentiva a independência e autonomia e orienta e treina o desempenho das atividades de cuidado pessoal, domiciliares e externas ao domicílio, de lazer, estudo e trabalho de acordo com a capacidade e potencial do indivíduo. Confecciona órteses para membros superiores e auxilia no treinamento com as tecnologias assistivas/ajudas técnicas.

Fonoaudiologia

Atua com indivíduos com comprometimentos da comunicação nas suas diversas modalidades e disfunções dos órgãos fonoarticulatórios. Auxilia nas alterações das funções neurovegetativas, alimentação e respiração por sequela neurológica. Também promove a orientação ao cuidador, com o objetivo de dar continuidade ao tratamento em domicílio.

Enfermagem

O enfermeiro desenvolve com o paciente e o cuidador familiar um programa de orientação e treinamento para o autocuidado. Desenvolve, ainda, um programa de educação em saúde, para que o paciente adquira conhecimentos e segurança relativos ao manuseio do seu corpo.

Nutrição

O objetivo da assistência nutricional é contribuir para a melhoria do estado nutricional e corrigir inadequações alimentares do paciente. A intervenção nutricional é desenvolvida por meio de atividades semanais de educação e aconselhamento nutricional em grupos ou, quando necessário, individualmente para pacientes, cuidadores e familiares.

Condicionamento físico

Atividades desenvolvidas pela equipe de técnicos em reabilitação física/educadores físicos para disciplinar e organizar a aplicação de exercícios físicos adaptados, visando alcançar e manter o condicionamento físico adequado ao nível da lesão.